Compartilhar

Seja na busca da verdadeira natureza filosófica humana, a réplica da alma ou no própio sentido da vida. Os robôs estão cada vez mais difundidos em nossa sociedade, principalmente na asiática, onde o uso de sua figura é praticamente um fetiche visual.
Na forma visível os encontramos realizando tarefas autônomas, pré-programadas ou através de controle humanos, em sua forma subliminar eles estão atrás de maquinas de refrigerante, caixas automáticos e demais eletrodomésticos com inteligência artificial.

A semelhança ou não com figuras humanoides é um mero detalhe tendo em vista que nossa própria anatomia evoluiu para realizar tarefas que eles substituíram de forma mais dinâmica e eficaz, sem nossas limitações corporais, fazendo de nós, a longo prazo, sermos oque realmente representamos, orgânicos. Já diziam os sábios do Kraftwerk: “We are the robots”.

Marc LOPES DA CUNHA

Scott Wetterschneider

Marc LOPES DA CUNHA

Kizioko

Loulou and Tummie

Michael Oswald

Cart Before The Horse

Waldemar-Kazak

Polarlex

Jamie Martin

Brian Marshall

Factory Fifteen

Goro Fujita

Artaksiniya

Angelitoon

Taulant Sulko

Henflay

Sally Colby

Bergie81

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Produtos Relacionadas